22/02/2018

Opinião | Nem Tudo Será Esquecido | Wendy Walker

Na pacata cidade de Fairview, no Conneticut, a vida parecia perfeita até à noite em que um acontecimento trágico chocou a comunidade. Jenny Kramer, uma adolescente com quinze anos, é brutalmente violada depois de sair de uma festa. Os médicos decidem administrar-lhe um fármaco usado nos casos de patologias de stress pós-traumático, eliminando as memórias do incidente. Contudo, nos meses seguintes, Jenny é surpreendida com sensações que a fragilizam psicologicamente, levando-a a tentar o suicídio.
O pai, Tom, está determinado a descobrir o culpado e fazer justiça. A mãe, Charlotte, age como se nada tivesse acontecido. Os pais de Jenny procuram a ajuda do psiquiatra, Alan Forrester. Nisto, o seu casamento é posto à prova, revelando segredos e fragilidades, bem como a teia que une toda a comunidade.
Afinal, todos têm algo que não desejam revelar e a busca pelo violador conduz a um thriller psicológico com um desfecho inesperado e perturbante.

(Pode Conter Spoilers... ou não) 
Bem, nem sei como hei-de começar a minha opinião a este livro. Primeiro porque antes de o ler, andei a pesquisar por opiniões válidas e coerentes que me ajudassem a decidir se o começava a ler ou se me ia arrepender de o ter lido. Levei cerca de uma semana para o terminar, mas isso deve-se ao facto de o início ser um bocadito lento e eu tenho algumas dificuldades em "entrar" em histórias cujas leituras são mais demoradas a evoluir. Gosto é de passar à acção e toca a andar. No entanto, e como o tema chamou-me a atenção, dei-lhe tempo e não tardou a sentir-me completamente rodeada pela trama e pelas personagens.
Nem tudo será esquecido conta-nos a história de uma jovem adolescente de quinze anos que é brutalmente violada quando sai de uma festa. Contudo, a ser encontrada, horas depois da violação, Jenny é levada para o hospital e submetida a uma espécie de lavagem cerebral. Ou seja, sabe que foi violada, tem essa noção, mas, esqueceu-se de tudo o resto. De como aconteceu, como aconteceu e, especialmente, o trauma e o sofrimento que sentiu nessa altura.
É na tentativa de reaver tudo o que aconteceu, para também encontrar o culpado, que Jenny é acompanhada por um psicólogo conhecido por conseguir reverter o processo de "esquecimento" em que Jenny se encontra. É este mesmo psicólogo que narra toda a história e nos dá acesso a tudo de todas as personagens. Os seus passados, pensamentos, emoções e segredos mais íntimos e escondidos e que nos vão ajudar a perceber de ter sido sempre o pai de Jenny a lutar pela verdade e, mesmo que isso vá magoar a filha novamente, luta para que Jenny não seja mantida na escuridão dos acontecimentos e seja parte integrante e decisiva na resolução do mistério de quem terá violado de maneira tão brutal uma menina de quinze anos.
A forma como tudo é descrito, desde a violação, aos pormenores do tratamento e à forma como a psicologia pode ser uma ferramenta fulcral, é tão nua e crua que por vezes chega a deixar-nos algo melindrados e desconfortáveis. Mas é , justamente essa forma "cruel" de descrever e de escrever este livro que nos ajuda a perceber até onde chega a maldade do ser humano e até onde a força interior de cada um pode fazer toda a diferença.
As personagens estão muito bem "montadas" e cada uma interliga-se com a outra em variadas situações, fazendo como que um cordão humano. Só que alguma personagens são boas, outras nem tanto, até mesmo as que julgávamos pessoas decentes conseguem decepcionar-nos. Como disse antes, são personagens cheias de segredos e passados sombrios que virão ao de cima na primeira oportunidade e que, juntas levarão ao desfecho sombrio e traumático daquilo que Jenny foi vítima.
Tenho de admitir que, embora ainda não seja um género de leitura a que estou mas à vontade, as coisas evoluíram tão naturalmente e a leitura foi tão intensa que pouco mas de metade do livro já estava desconfiada de quem teria sido o culpado, e não é que o meu palpite estava certo? Parece-me que estou a evoluir e devo mesmo confessar que este é um género que me está a dar muito prazer ler e descobrir.
Recomendo!

Novidade Saída de Emergência | Uma Cápsula do Tempo em Paris | Ella Carey

Disponível a partir de 09/03/2018

Chancela: Chá das Cinco
Data 1ª Edição: 09/03/2018
ISBN: 9789897103087
Nº de Páginas: 240

Baseada em factos verídicos, esta é a história de um luxuoso apartamento em Paris abandonado durante setenta anos. E dos segredos que a sua herdeira vai descobrir. 

A fotógrafa nova iorquina Cat Jordan lutou muito para se libertar do passado. Quando finalmente se sente pronta para iniciar uma nova vida com o seu namorado, é informada de que é a única herdeira de Isabelle de Florian, uma mulher francesa que nunca conheceu.
Cat chega a Paris à procura de respostas e descobre que é a proprietária de um apartamento da Belle Époque perfeitamente preservado, e que a família de Isabelle nada sabia desta herança. Afinal quem foi essa mulher? E porque lhe deixou o apartamento a si e não à própria família?
À medida que segredos há muito enterrados começam a ser desvendados e a atração pelo neto de Isabelle se torna tão intensa que é impossível de ignorar, Cat terá de decidir qual das suas duas vidas quer deixar para trás.


21/02/2018

Opinião | Vendetta | Catherine Doyle

As coisas não andam a correr lá muito bem para a jovem Sophie Gracewell. O pai está preso, a mãe trabalha dia e noite para conseguir sustentar a família, e ela própria tem que ajudar no restaurante da família. Para além da sua amiga Millie, não se passa grande coisa naquele pequeno subúrbio de Chicago onde vive. Mas tudo está prestes a mudar. A velha casa abandonada lá da rua está habitada pela primeira vez desde há imensos anos. A nova família é composta por cinco irmãos e, para Sophie e Millie, parece saída de um sonho. Quando dois dos irmãos vão até ao restaurante, ambas ficam caídas pelos rapazes e, de repente, o verão até parece mais luminoso. No entanto, nem tudo é o que aparenta ser. É que os dois bonitos rapazes são parte de um problema bem maior. São parte da família Falcone, bem conhecida pela sua má reputação e, pelos vistos, Sophie não é bem vinda à casa dos Falcone. Ela não consegue perceber o porquê, e a sua paixão pelo belo Nic faz com que não desista sem primeiro dar luta.
É garantido que o sangue vai jorrar e os corações se vão partir.

(Pode Conter Spoilers... Ou não)
Já tinha este livro há taaaaaaanto tempo na fila para ler e depois de o ter lido arrependi-me de não o ter feito assim que o recebi. Enfim... coisas que não se entende.
Sempre gostei muito da história de Romeu e Julieta, embora não entenda bem o desfecho.. é que, de facto, não havia necessidade. 
Este livro é uma espécie de remake do Romeu e Julieta. Digo espécie de porque apesar de fazer lembrar, acaba por não ter muito a ver, à excepção da haver máfia e uma pseudo rivalidade familiar entre as duas personagens principais. À parte disso, gostei imenso de ler este livro. É de leitura viciante e, tal como eu aprecio, não tem aquele tipo de escrita complexa e "chata", é fluído e directo e isso agrada-me. Desde início que temos Sophie, uma miúda a quem a vida não corre lá muito bem mas que pode contar com a sua melhor amiga Millie (adoro a Millie) e com a mãe. Recentemente viu o seu pai ser condenado e preso por homicídio e, como boa filha que é, toma o lugar do pai no negócio da família, o restaurante local, em conjunto com o tio, irmão do pai. Aos poucos conseguimos ver que, apesar de tudo o que se está a passar de negativo na vida de Sophie, ela consegue ser uma miúda com atitude e com um humor deveras apurado e sarcástico. Diz o que tem a dizer seja a quem for e raramente guarda para dizer depois. 
Quando Sophie conhece Nic, um dos cinco irmãos recém chegados àquela pequena cidade dos subúrbios de Chicago, sente que as coisas nunca mais serão as mesmas e à medida que vai interagindo com cada um dos complicados e misteriosos irmãos Falcone, sabe que a sua vida sofrerá radicais transformações. 
Desde que se conheceram Nic e Sophie vão ter de lidar com sentimentos a que antes não estavam familiarizados e a tal rivalidade familiar que se revelará fatal, fará com que o seu amor seja um problema e não uma alegria para ambos. Terão de lidar com uma separação forçada e no final deste primeiro livro, terão de ser fortes o suficiente para enfrentar a verdade da família de cada um e tentar ultrapassar todos os obstáculos. É o típico romance juvenil que está recheado de drama e que nos faz, ainda que inconscientemente, devorar cada página. 
Apesar de gostar de Nic e daquela vontade de ele querer proteger Sophie contra tudo e contra todos, tenho de admitir que o irmão que mais captou a minha atenção foi Luca. O da atitude detestável, aquele que batia de frente com Sophie e que, no final mais fez por ela. No meu entendimento, acho que Sophie acaba por sentir qualquer coisinha por ele.... lá no fundo!
Como não há perspectivas de publicação dos restantes livros aqui em Portugal nos próximos tempos, optei por comprar os dois livros seguintes em inglês e dar seguimento à história de Sophie, Nic e o resto da família Falcone.
Fiquem atentos ;)

20/02/2018

Novidade TopSeller | A Verdade e as Mentiras de Ella Black | Emily Barr

Da autora de A Única Memória da Flora Banks, chega uma enigmática e misteriosa história passada no Rio de Janeiro.

E se a tua vida não passasse de uma grande mentira?

Aquele parecia ser um dia normal, como tantos outros na vida da jovem Ella Black. Mas, subitamente, Ella é surpreendida no liceu pelos próprios pais. Sem aviso nem explicações, levam-na e os três partem de Londres para o Rio de Janeiro, numa viagem inesperada e misteriosa.
Confusa e sem respostas convincentes, Ella pergunta-se de que coisas terríveis estarão os pais a fugir. O que os terá levado a deixar tudo para trás?
Longe dos amigos e da vida que sempre conheceu, sente-se ainda mais perdida quando se depara com uma revelação impensável: Ella é adotada e os pais adotivos levaram-na para o Brasil para fugir da mãe biológica.
Desesperada com esta nova realidade e em busca de explicações, foge de casa, iniciando uma perigosa jornada pelas ruas e favelas da cidade.

Mas que outras revelações virão do seu passado?
Estará Ella preparada para enfrentar a verdade?

Uma aventura de busca de identidade, passada num ambiente exótico e perigoso, com que o público jovem adulto facilmente se identificará.

A Verdade e as Mentiras de Ella Black é uma edição Topseller e as primeiras páginas podem ser lidas aqui.

Emily Barr estudou História da Arte, foi investigadora e, enquanto jornalista, teve uma coluna regular no Guardian e outra no Observer. A sua paixão pela escrita e pelos livros levou-a a abandonar tudo para apostar na sua carreira de escritora.
Nos últimos 15 anos, Emily publicou mais de uma dezena de livros. A Única Memória da Flora Banks é o seu primeiro livro para jovens adultos e já está publicado em 23 países.
Adora viajar e é apaixonada por música, sobretudo pelas canções de Leonard Cohen. Vive na Cornualha, Reino Unido, com o companheiro e os filhos.

Mais sobre a autora em: www.emilybarr.com

Opinião | Monstress - O Sangue | Marjorie M. Liu | Sana Takeda

Num mundo alternativo de beleza art déco inspirado na Ásia oriental, criaturas demoníacas e poderosas ameaçam o mundo. 
Maika Meiolobo está a ser perseguida por uma coligação de forças determinada a controlar e a destruir a poderosa criatura demoníaca que habita dentro de si. Mas Maika não descansará enquanto não cumprir a sua missão: descobrir os segredos da sua falecida mãe, Moriko.
Nesta sequela, a jornada de Maika irá levá-la à cidade de Thyria, controlada por piratas, e através dos mares à misteriosa Ilha dos Ossos. Será uma viagem que irá forçar Maika a reavaliar o seu passado, presente e futuro e onde irá aprender que não pode confiar em ninguém, incluindo no seu próprio corpo...
Estava ansiosa por ler este segundo volume da Saga Monstress. 
Fiquei completamente rendida ao primeiro volume (opinião aqui) e este não foi excepção. Não tenho qualquer ponto negativo a apontar-lhe. 
Marjorie Liu e Sana Takeda, mais uma vez, conseguem uma obra prima tanto a nível gráfico como a nível de história. 
Neste segundo volume continuamos a ter uma Maika Meiolobo em busca de um forma de se ver livre daquele ser demoníaco que habita o seu interior, tanto físico como mental. A sua procura de respostas em relação ao que aconteceu à mãe continua a ser intensa e neste livro temos acesso a mais particularidades do passado tanto de Maika como da mãe. 
Embora tenha sido conquistada pela força e coragem de Maika, tenho de ser sincera e confessar-vos que ela é a típica anti-heroína que, embora não seja má, também não é das personagens com melhor carácter. É agressiva e mal humorada e não tem consideração seja por quem for, muito menos pelos inimigos. Mata sem qualquer consideração e sem qualquer vestígio de remorso. Sabe que está numa luta contra tudo e que não pode confiar em ninguém.
Mais uma vez, é a qualidade gráfica que mais nos consegue surpreender. A cada página que viramos não deixamos de absorver cada traço e cada detalhe que Sana Takeda tão primorosamente acrescenta à sua arte. Lindo mesmo! Dá até vontade de emoldurar algumas das páginas.
Par além de Maika e, abençoadamente porque adoro gatos e raposas, a pequena Kippa e o desbocado Ren estão de volta à acção e é através deles que conseguimos , de vez em quando, vislumbrar algumas características menos más de Maika, ou menos agressivas. É impossível ficar-se indiferente a Kippa e a Ren, por variadas razões. São eles que vão ajudar Maika Meiolobo na sua pesada missão. Gostei de que neste livro também tivéssemos tido mais acesso ao background da criatura que habita o corpo de Maika. É aqui que começamos a perceber que tudo tem uma razão de existir e essa mesma criatura monstruosa não é excepção.
Aguardo ansiosa pelo terceiro volume desta saga que nos prende desde o primeiro virar de página.
(Este exemplar foi gentilmente cedido pela Saída de Emergência)